Lei do Couro Monitoramento

Monitoramento e Resultados

O CICB realiza um rígido monitoramento 24h por dia. Nele, portais de notícias, blogs e plataformas de vendas de produtos são examinados em busca de infrações.

O Impacto do Monitoramento

5000 Visualizações

Através da Lei nº 4.888/65, o CICB busca combater o uso indevido da palavra couro por produtos artificiais de origem industrial. Desde o seu lançamento, a iniciativa tem atuado monitorando, notificando e buscando educar empresas infratoras.

Além do monitoramento eletrônico, a equipe ligada à Lei do Couro tem uma atuação muito próxima e pessoal com gestores de grandes marcas, entidades e empresas relevantes em nível nacional. Houve contato com Hering, Renner e Tok Stok, entre outros gigantes do varejo, para esclarecimentos sobre a legislação, infrações e a necessidade de adequações, prontamente atendidas.

A Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX), entidade que congrega ícones como Zara, Calvin Klein Jeans e Marisa, apoiou a iniciativa da Lei do Couro integralmente, sendo uma parceira em sua multiplicação.

Fernando Bello

Desde o início do monitoramento, 1177 marcas infratoras foram notificadas. Totalizando mais de 14 mil infrações

Blitz Lei do Couro

O monitoramento e busca por infrações não se resume ao âmbito online. Para aumentar o escopo de ação da Iniciativa, o CICB criou a Blitz Lei do Couro. Ação que verifica in loco como estabelecimentos comerciais de todo o país anunciam calçados, roupas, bolsas, acessórios e estofados, entre outros produtos, o projeto tem por objetivo difundir a previsão legal entre donos de lojas, vendedores e consumidores. Em pouco mais de um ano, o Blitz Lei do Couro já percorreu 16 mil shoppings e lojas de seis estados: São Paulo; Mato Grosso; Goiás, Paraná; Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Representantes da Iniciativa Lei do Couro realizam visitas ao varejo de rua e em shoppings centers de cidades previamente selecionadas ao redor do Brasil. Nelas eles verificam a correta aplicação do termo couro e também orientam gerentes, diretores e funcionários sobre a Lei 4.888/65.

Conheça abaixo os principais infratores da Lei nº 4.888/65. Caso você tenha encontrado uma infração, preencha o formulário abaixo.

Denuncie

*Campos obrigatórios