CSCB Princípios e Critérios

Dimensão Social

Os princípios de cada dimensão da norma NBR 16.296 são desdobrados em critérios. Eles expressam os requisitos que guiam as práticas sustentáveis para a produção de couros.

5000 Visualizações

Princípio i - CUMPRIMENTO DOS REQUISITOS LEGAIS APLICÁVEIS

A organização deve ser gerida através do respeito aos direitos básicos do ser humano e sobre os princípios e direitos fundamentais do trabalho, cumprindo todos os requisitos legais aplicáveis.

  • Critério I

    A organização não deve utilizar trabalho infantil, forçado ou semelhante ao trabalho escravo e deve seguir as demais legislações trabalhistas.

  • Critério II

    A organização que realizar quaisquer atividades através de subcontratações, deve assegurar-se de que os subcontratados também não utilizem trabalho infantil, forçado ou semelhante ao trabalho escravo.

Princípio iI - público interno

A organização deve estabelecer, implementar e manter políticas designadas ao público interno, contemplando todos os colaboradores.

  • Critério I

    A organização deve assegurar a saúde e a segurança do colaborador, seguindo a legislação e as normas aplicáveis, e garantindo as condições de suas instalações do ponto de vista da segurança.

  • Critério II

    A organização deve assegurar um ambiente saudável e em boas condições de trabalho, como limpeza e infraestrutura adequada.

  • Critério IV

    Cumprir a legislação que combate a discriminação e o preconceito, promover a diversidade e a igualdade de oportunidades no público interno.

  • Critério V

    Promover o desenvolvimento profissional e capacitação, visando o aperfeiçoamento contínuo dos colaboradores.

  • Critério VI

    A organização deve, com relação à remuneração e benefícios, seguir os pisos salariais e prover planos de cargos e salários.

  • Critério VII

    Desenvolver e promover programas de conscientização, educação, capacitação e engajamento dos colaboradores com intuito de disseminar práticas de responsabilidade social.

Cartilha

Sobre

A NBR 16.296 é a norma que define os princípios e critérios para a produção sustentável de couros.

Os princípios de cada dimensão da norma são desdobrados em critérios. Eles expressam os requisitos que guiam as práticas sustentáveis para a produção de couros.

Para cada critério deve ser atendido um conjunto de indicadores específicos, que podem ser tanto quantitativos como qualitativos.

Arquivo

Princípio iII - fornecedores

A empresa deve estabelecer e manter procedimentos apropriados para avaliar e selecionar fornecedores e subcontratados de forma que atendam aos critérios de responsabilidade social estabelecidos.

  • Critério I

    Estabelecer e manter procedimentos com foco na responsabilidade social.

Princípio iV - PRÁTICAS LEAIS DE CONCORRÊNCIA

A organização deve estabelecer práticas de preço e concorrência no mercado, de acordo com o cumprimento da legislação e em busca de um posicionamento leal e significativo no setor.

  • Critério I

    A organização deve seguir os princípios de concorrência leal, apoiando o combate a pirataria, cópia, sonegação, fraude, corrupção e concorrência desleal no setor.

Princípio V - clientes

A organização deve estabelecer e implementar de forma eficiente meios de comunicação e atendimento com o cliente referente a: desenvolvimento de produtos; serviços orientados pelo cliente; e informação ao cliente.

  • Critério I

    Possuir um sistema de pesquisa e desenvolvimento de produto que atendam as necessidades do cliente.

  • Critério II

    A organização deve medir, monitorar e manter um sistema de avaliação da satisfação do cliente em relação à organização.

  • Critério III

    Prover canais de comunicação e informação ao cliente com intuito de passar informações e sanar dúvidas referentes aos produtos e serviços.

  • Critério IV

    Assegurar a qualidade das relações comerciais, com privacidade dos dados do cliente, provendo informações precisas e com processos contratuais justos e transparentes.

Princípio Vi - ENVOLVIMENTO COM A COMUNIDADE, GOVERNO E SOCIEDADE

A organização deve promover o envolvimento com a comunidade, através de projetos para o seu desenvolvimento, a fim de melhorar a qualidade de vida, resgatando e preservando a história da sociedade em geral, além de buscar apoio e incentivos do governo para programas de melhoria e desenvolvimento da comunidade local e sociedade, bem como realizar campanhas de incentivo e conscientização sobre responsabilidade social.

  • Critério I

    A organização deve estabelecer e manter práticas de relações com a comunidade local ou entorno da organização, promovendo bem estar à comunidade.

  • Critério II

    Práticas de envolvimento com o governo ou entidades públicas em projetos, ações e programas de melhoria e de desenvolvimento da comunidade local e sociedade em geral.

  • Critério III

    Estabelecer um canal de atendimento a reclamações e de relações públicas voltado ao entorno da organização, comunidade local e sociedade.